Início da migalha de pão Fim da migalha de pão Início do Conteúdo

Pernambucano lança canal no Youtube sobre acessibilidade na cultura

Por Diversidade na Rua, em 14 de maio de 2018
Carlos está em frente a uma câmera. Ele está dizendo
Carlos está em frente a uma câmera. Ele está dizendo "Eu te amo" em Libras.

Os seres humanos gostam de consumir cultura; música, cinema, artes visuais e cênicas são algumas das linguagens que podem ser apreciadas. Mas e as pessoas com deficiência visual, auditiva ou motora? Como eles podem usufruir e criar arte? Foi pensando nessas questões que o pernambucano Carlos di Oliveira idealizou o canal Janela dos Dias, que vai estrear no Youtube nesta quinta-feira (12). O projeto foi o único de Pernambuco a ser selecionado pelo edital Juventude Vlogueira, do Ministério da Cultura.

Com lançamentos quinzenais, o canal vai abordar temáticas como a inclusão social de pessoas com deficiência em equipamentos culturais (cinema, teatro e museus) em Pernambuco e nos demais estados. O projeto também deseja apresentar personagens que, mesmo com as barreiras enfrentadas pela deficiência, conseguem atuar como produtores culturais. Três vídeos já foram gravados, agora faltam 13.

"Nós trazemos a ideia de 'janela' porque se trata de uma metáfora de abrir, de dar espaço, de ver o mundo, de trocar energias, mas também de dialogar com o espaço externo e oxigenar o interno. Cultura é vida. Temos de democratizar isso e espalhar para todas as pessoas", diz Carlos, ao explicar sua motivação para a criação do canal. "Quando um equipamento se preocupa com a acessibilidade, geralmente é com a acessibilidade arquitetônica: rampa, corrimão. Ainda há uma carência de acessibilidade comunicacional, como intérprete de libras, audiodescrição, legenda em braile", comenta o rapaz, que trabalha intérprete de Libras há nove anos.

Os vídeos originais do Janela dos Dias contarão com os três recursos de acessibilidade: audiodescrição (faixa narrativa adicional para pessoas com deficiência visual), legendas para surdos e ensurdecidos (ou LSE, que descreve sons adicionais, nomes de personagens e músicas) e Libras. Além de apresentado pelo intérprete, o canal conta com equipe composta por Pollyana Calado, Túlio Rodrigues e Emerson da Cunha, além do consultor surdo Alessandro Vasconcelos e identidade visual de Ana Cuentro.

Fonte: Diário de Pernambuco (link para o site).

Galeria de imagens

Leia também estes conteúdos relacionados:

Deixe seu comentário

Fim do Conteúdo
Início do rodapé Fim do rodapé