Início da migalha de pão Fim da migalha de pão Início do Conteúdo

Cadeirantes poderão visitar cachoeira Véu de Noiva em MT com cadeira adaptada

Por Diversidade na Rua, em 19 de junho de 2017
Duas pessoas carregam uma cadeira adaptada, nela está sentado um homem.
Duas pessoas carregam uma cadeira adaptada, nela está sentado um homem.

Apartir de agora, pessoas com deficiência ou algum tipo de limitação física poderão conhecer a cachoeira Véu de Noiva, um dos principais pontos turísticos de Chapada dos Guimarães, a 65 km de Cuiabá, em uma cadeira de rodas adaptada. O equipamento foi doado pela Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (Sbot), no sábado (10).

A cadeira será usada para permitir a acessibilidade de cadeirantes até o mirante. A entidade também deve reformar o auditório e os banheiros do Parque Nacional para tornar os locais acessíveis.

O presidente da Sociedade de Ortopedia e Traumatologia, Márcio Augusto Mendes, informou que a cadeira foi adaptada pelo casal Guilherme Simões Cordeiro e Juliana Tozzi para ajudar as pessoas que tem a mobilidade reduzida e incentivar o turismo adaptado. Juliana também é cadeirante.

A ideia do projeto surgiu após Juliana desenvolver uma rara doença, durante o período de gestação. Ela perdeu a coordenação dos movimentos e teve de parar de praticar esportes de montanha que tanto amava.

Durante seis meses ela e o marido desenvolveram e construíram uma cadeira para trilhas e a batizaram de Juliette. O projeto 'Montanha para Todos' pretende distribuir gratuitamente as cadeiras nos parques nacionais, através de patrocinadores, para promover inclusão de pessoas com necessidades especiais.

“A doação desta cadeira adaptada para o Parque Nacional, estimula as pessoas com algum tipo de deficiência a fazerem o turismo adaptado”, disse.

Do alto de uma montanha, a cachoeira Véu de Noiva em MT.
Do alto de uma montanha, a cachoeira Véu de Noiva em MT.

O projeto Montanha para Todos foi idealizado e desenvolvido por Guilherme e Juliana. A cadeira adaptada recebeu o nome de Julietti e permite que as pessoas com deficiência possam realizar atividades na natureza sem qualquer custo. “Eles desenvolveram uma cadeira adaptada para esses pacientes poderem realizarem esportes”, pontuou.

A cadeira é adaptada para promover a pratica do Trekking/ Hiking no Parque Nacional.

Fonte: G1 (link para o site).

Galeria de imagens

Leia também estes conteúdos relacionados:

Deixe seu comentário

Fim do Conteúdo
Início do rodapé Fim do rodapé