Início da migalha de pão Fim da migalha de pão Início do Conteúdo

Língua de Sinais e Educação de Surdos

Por Diversidade na Rua, em 27 de novembro de 2017
  • Foto de Diversidade na Rua
    Diversidade na Rua

    em 27 de novembro de 2017 às 16:24:28

    Recentemente, o tema “Desafios para formação educacional de surdos no Brasil” foi abordado na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e gerou grande repercussão na mídia nacional, nas redes sociais e rodas de conversa. Pensando em criar um espaço de conversa para sensibilizar, informar e debater o assunto, realizaremos um debate online no dia 29 de novembro, a partir das 19h. A mediadora será a coordenadora do Departamento de Estudos Especializados da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faced/UFRGS), Liliane Giordani.
    Vem participar! :)

  • Foto de Diversidade na Rua
    Diversidade na Rua

    em 29 de novembro de 2017 às 19:01:12

    Boa noite pessoal!! Tudo bem? Bem-vindos a mais um debate online. Liliane já está disponível para o bate-papo! :) Qualquer dúvida ou problemas no debate, estamos à disposição. Um ótimo debate a todos.
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:02:56

    Ola pessoal... bem vindo a esta "roda de conversa" online
    • Josiane dos Santos Maquieira
      Josiane dos Santos Maquieira

      em 29 de novembro de 2017 às 19:04:36

      Olá Liliane, olá pessoal é um prazer muito grande poder conversar estas questões com vocês.
    • Ana Carolina Alves Silva
      Ana Carolina Alves Silva

      em 29 de novembro de 2017 às 19:36:44

      Olá, Sou estudante do curso de Pedagogia, portanto estou automaticamente inserida com o mundo da educação inclusão. Mas durante as aulas de libras me deparo com o questionamento sobre a eficiência da inclusão de pessoas surdas tanto em escolas regulares quanto na sociedade em geral. Tenho um tio surdo, e ele sempre estudou em escolas especializadas em surdez, e por tal fato me questiono essa inclusão e por ela estar distante da criação ou inserção do sujeito a uma cultura surda, pois penso que se meu tio não tivesse estudado em escola especializada, ele não teria o convívio com pessoas surdas, e portanto estaria fora dessa cultura surda. Tenho muitos questionamentos sobre o que realmente seria essa cultura surda e qual sua influência para a vida e a educação de pessoas surdas.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:40:08

      Ana, esta questão é bastante discutida na educação especial A educação de surdos tem pautado a educação bilingue em espaços específicos, para que o professore seja o mediador da comunicação e da relação, e não um provável interprete
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:41:50

      Porém, nenhuma escola pode negar vaga em decorrência da deficiencia Neste sentido, a escola de ouvintes tb deve receber alunos surdos e buscar meios para viabilizar a lingua de sinais dentro do seu espaço O que não podemos aceitar é a negativa do direito a lingua
    • Bruna Moraes da Fonseca
      Bruna Moraes da Fonseca

      em 29 de novembro de 2017 às 19:45:53

      Na minha opinião, vai muito também com a questão de relação com o outro. Se a criança surda está inserida em um contexto em que ela não se comunica com ninguém e não tem relação direta com ninguém, provavelmente ela não se sentirá pertencente aquele espaço. Já no ambiente escolar bilíngue, ela terá relação direta com o professor e partilhará das mesmas vivências com crianças pertencentes da mesma comunidade.
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:03:07

    Boa noite. Grande oportunidade!
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:03:36

    Hoje vamos conversar sobre cultura, língua e comunidade surda.. Identidades visuais
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:04:01

    e o qiue mais vcs desejarem
  • Foto de BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
    BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

    em 29 de novembro de 2017 às 19:05:43

    Olá, pessoal!! :)
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:05:45

    gostaria de saber se há no grupo alguém que, como eu, tem interesse em discutir questões de língua escrita dos surdos?
    • BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
      BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

      em 29 de novembro de 2017 às 19:07:45

      Sim! Eu tive uma atividade há pouco tempo sobre a escrita e achei incrível! Mas não sei muita coisa além das configurações de mão
    • Lidyan Nascimento Costa
      Lidyan Nascimento Costa

      em 29 de novembro de 2017 às 22:47:38

      Ola boa noite! tem algum curso de escrita de sinais alem da disciplina da faculdade?
  • Foto de Bruna Moraes da Fonseca
    Bruna Moraes da Fonseca

    em 29 de novembro de 2017 às 19:06:23

    Boa noite, gente! Que oportunidade maravilhosa de participar dessa conversa!
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:06:49

    Josiane, a língua escrita de sinais é um ótimo tema...ainda pouco discutido e difundido nas escolas de surdos
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:07:41

    Com relação a escrita de sinais, uma questão para pensarmos é seu uso social.. Em que espaços os surdos usam este registro
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:08:31

    Como recurso didático e metodológico a escrita de sinais, tem auxiliado muito na aprendizagem do portugues escrito
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:09:03

    Nos conte um pouco sobre a tua pesquisa
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:11:24

    Acredito que o caminho do Letramento é um grande ponto neste tipo de ensino. Como poderíamos inserir práticas de Letramento no contexto escolar dos surdos, falando de escrita, na opinião de vocês?
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:14:00

      Temos sempre que compreender que a escrita do português\está na condição de segunda lingua Para tanto é preciso narrar antes em primeira lingua, narrar em Lingua de Sinais
    • BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
      BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

      em 29 de novembro de 2017 às 19:22:55

      Também penso que é necessário haver uma interação antes com a LS como uma narrativa para que se possa iniciar o letramento no português como segunda língua
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 19:12:00

    Boa noite pessoal... Prazer em estar com vocês e aprender sempre com a Professora Liliane e os demais colegas!
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:12:17

    Bruna, poucas escolas tem trabalho com a Lingua Escrita de Sinais. Conheço uma escola em Porto Alegre Escola de Surdos Frei Pacifico que tem trabalho bastante interessante
  • Foto de Bruna Moraes da Fonseca
    Bruna Moraes da Fonseca

    em 29 de novembro de 2017 às 19:13:35

    Qual seria a importância de a criança surda estar inserida em um contexto bilíngue desde a educação infantil?
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:15:22

      Bruna, tua questão é fundamental Quanto mais cedo a criança surda estiver em contexto bilingue, maior será a sua compreensão do mundo
    • Bruna Moraes da Fonseca
      Bruna Moraes da Fonseca

      em 29 de novembro de 2017 às 19:17:54

      Tenho muito interesse pelo tema. Atualmente estou cursando pedagogia e pretendo, futuramente, fazer o meu tcc baseado nessa questão
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:19:17

      Otimo!!
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:13:56

    Minha pesquisa tem uma perspectiva Sociointeracional e percebe a pessoa com surdez em uma abordagem socioantropológica. Entendemos que a primeira língua do surdo ou língua materna é a Libras e a segunda língua, o português na modalidade escrita
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:17:29

    Me digam, o que vcs acharam da escolha do tema da redação do ENEM
    • Bruna Moraes da Fonseca
      Bruna Moraes da Fonseca

      em 29 de novembro de 2017 às 19:22:21

      Achei muito interessante colocar essa discussão em âmbito nacional. Pois muitas pessoas ainda veem os surdos a partir da perspectiva clínica patológica
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:22:56

      E por vezes ainda muito invisibilizados
    • BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
      BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

      em 29 de novembro de 2017 às 19:26:52

      Quando fiquei sabendo do tema, não acreditei! Depois comecei a pensar em como isso iria colocar a surdez em pauta no Brasil todo e fiquei super feliz com a visibilidade que isso traria. (Mesmo também pensando na quantidade de discursos preconceituosos que viriam ser disseminados por aí...)
    • Bruna Moraes da Fonseca
      Bruna Moraes da Fonseca

      em 29 de novembro de 2017 às 19:35:08

      Tenho assistido uma série de trabalhos da disciplina de Libras, trabalhos esses que tratam questões culturais e e históricas do povo surdo. E uma coisa que sempre me incomoda é que antigamente os surdos eram tratados como doentes e eram proibidos, de diferentes formas, de usar a língua de sinais. Analisar as conquistas recentes da comunidade surda, como o reconhecimento da língua e a obrigação da disciplina de libras para os cursos de licenciatura, faz-me pensar que estamos começando a evoluir. Ainda mais agora, com a visibilidade que ganhamos com a proposta do tema de redação e como a Giovanna falou, com a questão do ENADE.
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 19:22:33

    Profes e colegas, estou fazendo Estágio Supervisionado em Surdez na EMEF de Surdos Bilíngue Salomão Watnick, a Escola e as minhas observações e proposição de atividades e o Relatório também se baseiam na concepção socioantropológica da Surdez como diferença no Campo dos Estudos Culturais e na perspectiva interacionista como você coloca Josiane...
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:23:57

      E Zuleika, vc tb tem a experiência de atuar com Educação de Jovens e Adultos surdos, mais um recorte social importante
    • Josiane dos Santos Maquieira
      Josiane dos Santos Maquieira

      em 29 de novembro de 2017 às 19:26:47

      Que legal Zuleika! estamos na mesma linha de pensamento podemos trocar muitas ideias.
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:24:11

    Eu quero muito atuar na educação de surdos profa Liliane, mas ainda não tive uma oportunidade. Eu achei o tema do ENEM muito oportuno. Uma grande oportunidade de promover o assunto para discussões, de certa forma, acaba por sensibilizar um pouco os envolvidos e até quem não conhece nada sobre o assunto.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:26:09

      A Educação de Surdos precisa de educadores como vc Josiane, que tenham desejo e interesse.. Que fazem pesquisa, e que buscam reinventar espaços de escola
  • Foto de giovanna dutra da silveira
    giovanna dutra da silveira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:26:13

    No ENADE no último Domingo também caiu uma questão especificamente sobre cultura surda
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 19:27:14

    Ainda sobre a nossa defesa de a criança surda ter acesso precoce à LIBRAS Profe Liliane, tenho o exemplo de um aluno da EJA, com 39 anos e que não teve acesso à LIBRAS e também não se alfabetizou em Português... Hoje está no processoo de aquisição de LIBRAs e de Português ...
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:29:33

      Por muito tempo foi negado o acesso ao direito básico e fundamental de uma língua de significado, direito constitucional que vem da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que em dezembro completa 69 anos
    • giovanna dutra da silveira
      giovanna dutra da silveira

      em 29 de novembro de 2017 às 19:30:12

      Muito difícil a situação. Imagina a comunicação como se deu até aqui
    • BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
      BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

      em 29 de novembro de 2017 às 19:33:47

      E quantos mais estão por aí nessa mesma situação, né? Tão difícil desvincular surdez de doença e acabar perder tanto com isso.
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:27:53

    estamos ocupando bons espaços de debate e reconhecimento de uma luta de mais de 20 anos
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:28:17

    Obrigada profa. Liliane é o que desejo de coração. Quero contribuir! ainda não sei como, mas creio que vou descobrir em breve.
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 19:30:57

    Quanto ao TEMA da Surdez no ENEM penso que foi muito importante, para dar visibilidade aos sujeitos surdos, romper com a visão clínico terapêutica da Surdez e avançarmos para a discussão sobre a LIBRAS ser disciplina obrigatória como Língua Estrangeira...
    • BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
      BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

      em 29 de novembro de 2017 às 19:51:48

      E sempre rola uns comentários sobre estarem tentando implementar o ensino de LIBRAS como obrigatório e nunca vai pra frente :(
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:33:05

    Vejam a questão do ENADE que a Bruna compartilhou
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 19:36:04

    Josiane e colegas a Profe Liliane já sabia do meu "medo" de aprender LIBRAS... É muito complexo... E minha memória já não ajuda muito...kkk Desde 2016 comecei a buscar cursos de LIBRAS, e não imaginava que conseguiria aprender... Hoje parece incrível mas já consigo dar uma aula de 4 horas e interagir com os alunos Surdos... É apaixonante mesmo...
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:37:50

      Aprendemos estando em comunidade, e principalmente estando disponíveis Claro que é necessário uma aprendizagem formal da língua, mas o mais importante é o desejo e a disponibilidade de estar junto aprendendo
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 19:38:45

    Maravilha ver que vocÊs, Profe LILiane e outros pesquisadores de mais de 20 anos trabalhando estão conseguindo abrir brechas no sistema político e educacional e dar visibilidade aos Estudos Surdos e a Cultura Surda...
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:43:17

      e temos que seguir, em redes fortalecendo nossas ações.. princialmente neste momento de tamanha fragilidade politica
  • Foto de Ana Carolina Alves Silva
    Ana Carolina Alves Silva

    em 29 de novembro de 2017 às 19:39:53

    Olá, Sou estudante do curso de Pedagogia, portanto estou automaticamente inserida com o mundo da educação inclusão. Mas durante as aulas de libras me deparo com o questionamento sobre a eficiência da inclusão de pessoas surdas tanto em escolas regulares quanto na sociedade em geral. Tenho um tio surdo, e ele sempre estudou em escolas especializadas em surdez, e por tal fato me questiono essa inclusão e por ela estar distante da criação ou inserção do sujeito a uma cultura surda, pois penso que se meu tio não tivesse estudado em escola especializada, ele não teria o convívio com pessoas surdas, e portanto estaria fora dessa cultura surda. Tenho muitos questionamentos sobre o que realmente seria essa cultura surda e qual sua influência para a vida e a educação de pessoas surdas.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:45:22

      Ana, esta questão é bastante discutida na educação especial A educação de surdos tem pautado a educação bilingue em espaços específicos, para que o professore seja o mediador da comunicação e da relação, e não um provável interprete. Porém, nenhuma escola pode negar vaga em decorrência da deficiencia Neste sentido, a escola de ouvintes tb deve receber alunos surdos e buscar meios para viabilizar a lingua de sinais dentro do seu espaço O que não podemos aceitar é a negativa do direito a lingua
    • Ana Carolina Alves Silva
      Ana Carolina Alves Silva

      em 29 de novembro de 2017 às 19:48:35

      Entendo essa questão de não negar o direito a língua, uma vez que também não existem escolas bilíngues publicas, tirando o INES, portanto essa escola está fora do alcance de muitas crianças. Penso que as escolas bilíngues seriam melhores meios para a formação e educação de pessoas surdas, pois elas terão o contato tanto com a língua brasileira e sinais, quanto com a língua portuguêsa.
    • Ana Carolina Alves Silva
      Ana Carolina Alves Silva

      em 29 de novembro de 2017 às 19:50:04

      Porém esse pensamento vai contra a ideia de inclusão.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:52:51

      Ana, devemos ampliar o conceito de inclusão Para além do território, do lugar , de estar junto na mesma escola Inclusão é garantia de acesso, permanência e qualidade na aprendizagem
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:54:08

      A educação de surdos se aproxima mais da discussão da educação quilombola, indígena... do que da educação especial Estamos falando de diferença linguística e cultural De escolas bilingues
    • Ana Carolina Alves Silva
      Ana Carolina Alves Silva

      em 29 de novembro de 2017 às 20:01:12

      Sim , entendo que devemos ampliar o olhar sobre a inclusão e sair do espaço físico, principalmente para os surdos, pois se trata de uma outra cultura e uma outra língua, porém ainda me questiono sobre essa garantia de acesso, permanência e qualidade na aprendizagem que uma escola não bilíngue pode oferecer, ou até mesmo uma universidade.
    • Ana Carolina Alves Silva
      Ana Carolina Alves Silva

      em 29 de novembro de 2017 às 20:02:24

      Ou até mesmo a sociedade em geral, será que nós estamos preparados para se trabalhar com surdos, sem que eles se esforcem para fazer uma leitura labial?
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:08:24

      Pois é Ana... A inclusão tem exigido dos surdos a adequação ao mundo oral Podiamos pensar em uma educação inclusiva dos ouvintes Aprender a Lingua de Sinais, já que é lingua oficial do território brasileiro
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:40:37

    Esta questão que a Bruna apresenta é bem pontual. Faz lembrar que o assunto não chega a todos. Nem mesmo aos que deveriam saber.
  • Foto de giovanna dutra da silveira
    giovanna dutra da silveira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:42:18

    Nunca entendi "o momento" em que surgiu meu interesse por Libras. Lembro que quando criança uma prima de um vizinho ia visitá-lo e eu ficava encantada "como pode existir uma língua de mimica?". Quando encontrei a educação de surdos na faced fiquei muito feliz. Por mais que não atue nessa ária, acredito e ajudo no compartilhamento da importância.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:46:34

      Tem presentes de encantamentos que a vida nos dá.. E talvez este seja um...
  • Foto de BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
    BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

    em 29 de novembro de 2017 às 19:48:18

    Como vocês veem a importância da relação das famílias ouvintes com surdos e que não aceitam a surdez. Por exemplo: pai e mãe ouvintes e filho/filha surdo/a
    • Ana Carolina Alves Silva
      Ana Carolina Alves Silva

      em 29 de novembro de 2017 às 19:53:35

      Penso a família como elemento de extrema importância para a formação e também aceitação da surdez para os sujeitos. Sugiro que assista o documentário ''A travessia do silêncio'' (https://www.youtube.com/watch?v=-pbbLkykcuo) ele trabalha claramente essa relação entre família e o surdo.
    • Josiane dos Santos Maquieira
      Josiane dos Santos Maquieira

      em 29 de novembro de 2017 às 19:55:11

      Acredito que em muitos casos faltou o contato com profissionais que entendem realmente do assunto para promover a sensibilização. Claro que nem todos vão ser conscientizados, no entanto, se não houver este profissional nos espaços em que estas relações são construídas (hospitais, escolas, igrejas, entre outros) as discussões sobre o tema não avançam.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 19:56:09

      Obrigada Ana pela dica
    • BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
      BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

      em 29 de novembro de 2017 às 20:00:02

      Obrigada!
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 19:51:42

    Bruna, é preciso ter uma politica de acolhimento para os pais ouvintes Que na maioria das vezes apenas tem acesso ao discurso médico E que trata da correção
    • Zuleika Andradas Albuquerque
      Zuleika Andradas Albuquerque

      em 29 de novembro de 2017 às 20:13:41

      Profe Liliane, ainda estão por aqui? Não acontece nada novo na minha página... ???
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:14:48

      Zuleika, vc pode atualizar a página com um F5
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 19:58:43

    Incrível o documentário Ana Carolina! vou compartilhar.
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 20:00:09

    Gente estou meio perdida... se eu respondo direto para a pessoa no caso com a Bruna, deveria aparecer para mim também né? Eu escrevi e não vejo..kkk será que fiz alguma coisa e não enviei? kkkk
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:01:21

      Zuleika, sugiro ir respondendo na sequencia Assim todas vamos acompanhando
    • BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
      BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

      em 29 de novembro de 2017 às 20:04:43

      Quando tu quiser responder, sempre vai no' responder' q tem abaixo do comentário
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:11:32

      Oi Zuleika... Está conseguindo visualizar as conversas?
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 20:02:33

    Outra dica: https://www.youtube.com/watch?v=Vw364_Oi4xc Documentário Sou Surda e Não Sabia
    • Ana Carolina Alves Silva
      Ana Carolina Alves Silva

      em 29 de novembro de 2017 às 20:05:36

      Já assisti esse documentário, ele é fantástico. Contando a história de Sandrine, ele trabalha diversos temas e tabus acerca da surdez.
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 20:03:39

    O livro " O Võo da Gaivota" da Emmanuelle Laborit
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 20:04:48

    E bons filmes como: A Musica e o Silêncio A Familia Bélier
  • Foto de Bruna Moraes da Fonseca
    Bruna Moraes da Fonseca

    em 29 de novembro de 2017 às 20:07:07

    Também sugiro o documentário Som e Fúria
  • Foto de Liliane Ferrari Giordani
    Liliane Ferrari Giordani

    em 29 de novembro de 2017 às 20:13:40

    Pessoal, para irmos fechando esta conversa... Gostaria de pedir a vcs para compartilharmos nossos desejos e sonhos para uma educação de surdos realmente bilingue que valorize e respeite o direito básico a uma educação plena de sentidos
    • Zuleika Andradas Albuquerque
      Zuleika Andradas Albuquerque

      em 29 de novembro de 2017 às 20:19:08

      Com certeza Profe Liliane e colegas, precisamos nos mobilizar e aprofundar as pesquisas e debates e continuar na Luta da Escola Bilíngue e que a Escrita da Língua de Sinais seja difundida e pesquisada como estão fazendo a Professora Priscila Bortoletti e o Professor Fernando Fogaça na Escola Frei Pacífico.. Tenho lido teus ensaios e artigos d longa data nesta Luta para que realmente os Sujeitos Surdos aprendam com qualidade e sejam reconhecidos e respeitados como seres humanos diferentes na sua Língua..
    • BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL
      BRUNA GABRIELLI RUPPENTHAL

      em 29 de novembro de 2017 às 20:22:48

      Meu desejo é que as escolas sejam estruturadas para receber desde a educação infantil até o Ensino Médio; que as universidades e demais pontos escolares também estejam qualificados para receber e manter surdos. Que a Língua de Sinais ganhe importância no contexto social para que a sociedade ouvinte tenha consciência do que é a cultura e identidade surda. A educação precisa ser remontada para ser acessível a todos e todas e, mais do que nunca (e que sempre foi preciso), é preciso abrir portas para que os surdos também possam estar num ambiente acessível e acolhedor para suas demandas culturais, sociais, linguísticas.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:26:42

      Zuleika e Bruna... duas encantadas e encantadores educadoras, de militância e afetos.. Seguimos precisando fortalecer laços na construção de politicas publicas que potencializem a diferença Bora levantar bandeiras e seguir brigando pelo direito a uma escola potente e alegre
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:27:21

      Obrigada meninas.. pelo compartilhamento deste tempo e de outros tanto que vierem por ai
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 20:16:10

    Que possamos desenvolver meios de ensino que permitam ao surdo atribuir sentido na língua portuguesa.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:17:34

      Otimo Josiane, e espero te encontrar muito ainda pelas rodas de conversa e movimentos em defesa da educação bilingue de surdos Super obrigada pela tua participação
  • Foto de Bruna Moraes da Fonseca
    Bruna Moraes da Fonseca

    em 29 de novembro de 2017 às 20:19:08

    Sonho com a educação bilíngue onde o sujeito surdo consiga ter contato direto com o professor, que sua identidade e sua cultura seja respeitada. Assim como foi questionado anteriormente, escola ou alguma instituição/órgão competente que possa trabalhar junto à família do sujeito surdo. Possibilitar um ambiente em que ele seja respeitado e, acima de tudo, faça com que ele se sinta pertencente à sociedade.
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:21:41

      que lindo isso Bruna, que a tua energia contamine outros e que possamos seguir em rede construindo bons lugares de aprendizegns em comunidades que as escolas sejam mais livres e criativas que o brincar, o rir, o andar descalço prevaleça sobre a norma que disciplinariza os corpos Obrigada por estar com a gente hoje e sempre...
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 20:24:06

    Sonho com todas as crianças surdas felizes e escrevendo em Língua de Sinais como a Isadora da Frei Pacífico autografou o meu exemplar do Livro "Estátuas de Nuvens" - Isadora Feliz Frei Pacífico.. Foi um momento muito emocionante para mim... Eu não sabia o que ela havia escrito e a Profe Priscila traduziu ..Para nós todos foi um momento gratificante!! Que todas os Sujeitos Surdos sejam Felizes!!
  • Foto de Josiane dos Santos Maquieira
    Josiane dos Santos Maquieira

    em 29 de novembro de 2017 às 20:26:27

    profª Liliane, sou seguidora do seu trabalho, leio tudo o que posso que foi escrito pela senhora. Espero ter a oportunidade de encontrá-la novamente também. Agradeço muito este espaço e às minhas colegas que participaram deste debate. Foi uma experiência muito bonita! obrigada a todas. Despeço-me desejando que possamos contribuir cada vez mais com o tema. Grande abraço!
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:29:01

      Obrigada Josiane por estar junto em sintonia Espero que logo possamos nos encontrar Aparece para um café na Faculdade de Educação da UFRGS
  • Foto de Diversidade na Rua
    Diversidade na Rua

    em 29 de novembro de 2017 às 20:28:58

    Obrigado pelo participação de todos neste debate. Quanto conteúdo e experiências conseguimos dividir neste dia. Muito bom ver que tem pessoas engajadas em discutir assuntos que são importantes nas nossas vidas. Obrigado Liliane por ter mediado este debate. Até a próxima. :) Equipe Diversidade na Rua
    • Liliane Ferrari Giordani
      Liliane Ferrari Giordani

      em 29 de novembro de 2017 às 20:30:17

      Abraços a todas e seguimos por ai na defesa de uma educação de surdos que reconheça na Diferença a plenitude da vida.. Até a próxima
  • Foto de Zuleika Andradas Albuquerque
    Zuleika Andradas Albuquerque

    em 29 de novembro de 2017 às 20:32:26

    Grata por mais este contato com pessoas amigas e com desejos de um mundo melhor, acolhedor e acessível para todos nós!! Prossigamos... O Caminho é longo!! Mas com certeza vai valer a pena!! Abraços sinalizados!!
Fim do Conteúdo
Início do rodapé Fim do rodapé